• .
  • .
  • .
  • .

4 filmes relevantes para profissionais da área de comunicação

O-Mercado-de-Notícias

Cena do documentário O mercado de Notícias
Imagem: Reprodução

Há filmes, de longa ou curta metragem, que retratam diversas facetas do universo da comunicação. Seja o ambiente em que os profissionais trabalham, desafios da profissão e até mesmo situações adversas que ocorrem na rotina do profissional. Mostraremos alguns deles que abordam, direta ou indiretamente, determinados fatores da área:

O mercado de notícias: O documentário, dirigido por Jorge Furtado, conta com depoimentos de 13 jornalistas e apresenta uma proposta em que o autor mescla as entrevistas com a encenação The Staple of News, de Ben Jonson. Além de nos apresentar fatos, histórias, contradições e aspectos envolvidos nas produções jornalísticas, o documentário nos proporciona diversos questionamentos a respeito do jornalismo. O Mercado de Notícias pode ser uma boa introdução às práticas do cenário jornalístico. E, positivamente, o autor trata o jornalismo sem o intuito de romantizá-lo ou demonizá-lo para o público.

Do que as mulheres gostam: No filme produzido e dirigido por Nancy Meyers, Nick, é um publicitário machista, que se sente ameaçado quando Darcy, uma mulher capaz de realizar anúncios publicitários assim como ele, preenche o cargo de diretora de criação. A partir daí, começa todo o desenrolar da história. O filme nos traz questões importantes a serem analisadas no marketing como, a importância de conhecer e compreender o pensamento do seu público e, também, ouvir seu cliente e melhorar o relacionamento com ele.

O abutre: O personagem principal do filme, Lou, depara-se com o universo, até então desconhecido por ele, dos cinegrafistas freelancers que fornecem notícias para o jornalismo sensacionalista. Embora não tenha um conhecimento técnico sobre o assunto, Lou se dedica a explorar tudo o que pode sobre a profissão. O longa, dirigido por Dan Gilroy, levanta uma importante discussão sobre os limites éticos na busca por audiência, questiona o jornalismo sensacionalista e retrata também a concorrência entre freelancers.

O quarto poder: A narrativa do filme aborda questões éticas acerca do jornalismo. A manipulação dos fatos e o monopólio da cobertura são algumas das temáticas que o filme, de Costa Gavras, levanta. Na obra, por exemplo, apenas um jornalista reporta sobre os fatos, o que, consequentemente, limita a reportagem a uma única visão. A obra proporciona reflexões relevantes sobre o poder da comunicação na sociedade e também a falta de ética presente em alguns meios de comunicação.

Texto: Natália Koyama