• .
  • .
  • .
  • .
  • .

Blocos de rua: a nova moda dos foliões paulistas


BLOCO CASA COMIGO

A data mais festiva e animada do ano chegou. Já é carnaval! Foi-se o tempo em que o carnaval Paulistano limitava-se somente às atrações do Sambódromo do Anhembi. Cada vez mais, os blocos de carnaval invadem as ruas de SP e tornam-se opção de muitos foliões. Selecionamos alguns blocos que irão acontecer nas próximas semanas, em diversos pontos da cidade. Confira:

Ma-Que-Bloco: No dia 12/02 (sexta-feira), o bloco universitário ficará concentrado na Rua Maria Borba, na região da Consolação, a partir das 16h. A página oficial do evento promete um desfile e muita animação.

Bloco me Abraça: Organizado pelo coletivo cultural Paulista com Farofa, a concentração do bloco ocorrerá na Alameda Rio Claro, a partir das 15h, no dia 13/02 (sábado). Pelo terceiro ano consecutivo, o bloco vai às ruas com tradicionais marchinhas e com expectativa para 1.500 foliões.

Bloco do Síndico: Trazendo músicas de Tim Maia, o bloco vai invadir as ruas da Vila Olímpia. A concentração será na Praça Edgard Hermelindo Leite, às 15h, no dia 14/02 (domingo).

Além dos blocos selecionados, a cidade contará com diversos outros no decorrer de toda a semana. Programe-se e caia na curtição!

Texto: Natália Koyama

 

4 filmes relevantes para profissionais da área de comunicação


O-Mercado-de-Notícias

Cena do documentário O mercado de Notícias
Imagem: Reprodução

Há filmes, de longa ou curta metragem, que retratam diversas facetas do universo da comunicação. Seja o ambiente em que os profissionais trabalham, desafios da profissão e até mesmo situações adversas que ocorrem na rotina do profissional. Mostraremos alguns deles que abordam, direta ou indiretamente, determinados fatores da área:

O mercado de notícias: O documentário, dirigido por Jorge Furtado, conta com depoimentos de 13 jornalistas e apresenta uma proposta em que o autor mescla as entrevistas com a encenação The Staple of News, de Ben Jonson. Além de nos apresentar fatos, histórias, contradições e aspectos envolvidos nas produções jornalísticas, o documentário nos proporciona diversos questionamentos a respeito do jornalismo. O Mercado de Notícias pode ser uma boa introdução às práticas do cenário jornalístico. E, positivamente, o autor trata o jornalismo sem o intuito de romantizá-lo ou demonizá-lo para o público.

Do que as mulheres gostam: No filme produzido e dirigido por Nancy Meyers, Nick, é um publicitário machista, que se sente ameaçado quando Darcy, uma mulher capaz de realizar anúncios publicitários assim como ele, preenche o cargo de diretora de criação. A partir daí, começa todo o desenrolar da história. O filme nos traz questões importantes a serem analisadas no marketing como, a importância de conhecer e compreender o pensamento do seu público e, também, ouvir seu cliente e melhorar o relacionamento com ele.

O abutre: O personagem principal do filme, Lou, depara-se com o universo, até então desconhecido por ele, dos cinegrafistas freelancers que fornecem notícias para o jornalismo sensacionalista. Embora não tenha um conhecimento técnico sobre o assunto, Lou se dedica a explorar tudo o que pode sobre a profissão. O longa, dirigido por Dan Gilroy, levanta uma importante discussão sobre os limites éticos na busca por audiência, questiona o jornalismo sensacionalista e retrata também a concorrência entre freelancers.

O quarto poder: A narrativa do filme aborda questões éticas acerca do jornalismo. A manipulação dos fatos e o monopólio da cobertura são algumas das temáticas que o filme, de Costa Gavras, levanta. Na obra, por exemplo, apenas um jornalista reporta sobre os fatos, o que, consequentemente, limita a reportagem a uma única visão. A obra proporciona reflexões relevantes sobre o poder da comunicação na sociedade e também a falta de ética presente em alguns meios de comunicação.

Texto: Natália Koyama

Existe amor em SP


Eu-amo-SP-1-300x258

Ontem ela celebrou mais um aniversário. Já são 462 anos despertando sentimentos diversos em tantas pessoas que passaram e se foram, passaram e ficaram, nasceram e nunca saíram daqui. Eu a chamo de São Paulo do meu coração!

Nossa relação já foi conturbada. Já quis me separar, fiz as malas e fui-me embora em busca de Parságada! Claro que não achei.

Vivi em lugares pequenos e tranquilos, outros menores ainda, que mais se pareciam com um vilarejo, sem nunca achar o meu lugar. Uma inquietação me consumia. Eu sentia falta do movimento, do barulho, das luzes que nunca se apagam. Tive que aceitar que estava no meu DNA de paulistana a necessidade do caos.

Voltei! Há mais de 15 anos eu encontrei o meu verdadeiro amor. Com todos os seus problemas e defeitos. Com o trânsito da Av. 23 de maio, com os faróis intermináveis da Av.Tiradentes, com a desigualdade social tão triste e escancarada, com a violência…

Apesar disso tudo, São Paulo é (de)mais.

avenida-paulista-2São Paulo é diversidade. É andar pela Avenida Paulista e cruzar em um mesmo quarteirão com pessoas de todas as cores, raças, credos e opções. Moderninhos, nerds e roqueiros entre tantos outros, convivem em relativo respeito e harmonia.

São Paulo é a gastronomia pra todos os gostos 24 horas por dia. É o sanduíche de mortadela o Mercadão, é o “dois pastel e um chopps” da feira do Pacaembu.

É conseguir encontrar de tudo (tudo mesmo!) por um precinho camarada na Rua 25 de Março ou na feirinha da Liberdade, da Benedito Calixto, da Pompéia, da República.

São Paulo é para os da “geração fitness” com sua ciclovia, o Parque do Ibirapuera, Parque Villa Lobos, Parque Estadual da Cantareira. Assim como é para o povo da noite com a Vila Madalena, Vila Olímpia e tantas outras vilas por ai. É pros moderninhos de toda hora na Rua Augusta (a mais charmosa que pode existir).

Cultura é o que não falta, Pinacoteca, Museu da Língua Portuguesa, Masp, MIS de tantas  exposições.

São Paulo é Galeria do Rock, é o metrô mais bonito (e também mais criticado) que eu já conheci.

É uma cidade com tanto de tudo que todo mundo pode encontrar algo para amar. Às vezes é só questão de mudar o olhar.

Saiba mais sobre o que a cidade oferece nos portais abaixo:

Cidade de São Paulo

Guia Uol SP

Guia Mais SP

Horário nobre das redes sociais


h

Que as mídias sociais são uma ótima forma de alcançar o público nós já sabemos. Mas, para alcançar os objetivos da página  é indicado seguir algumas estratégias para e tornar esta ferramenta eficiente de fato. Um dos pontos a serem observados é os melhores horários para fazer as postagens em cada rede de acordo com o comportamento dos usuários.

Veja abaixo um infográfico super útil que vai servir de guia para você conseguir alcançar um número ainda maior de pessoas.

Jornal da ABO: necessidade de mudança


cadaris_jornal-da-abo

A Associação Brasileira Odontológica (ABO) sempre utilizou seu jornal como uma das ferramentas mais importantes para se comunicar com a classe odontológica, da qual fazem parte todos os seus associados e os representantes de suas seccionais e regionais em todo o País.

Com a publicação sendo feita há muito tempo pela mesma agência, a ABO sentiu a necessidade de mudar e inovar. E nesta busca encontrou a Cadaris, nos trazendo um desafio prazeroso.

Planejamento

O primeiro passo ficou por conta da equipe de Planejamento. Foi realizado um estudo gráfico, editorial e comercial de publicações setoriais, tanto na área de odontologia como de outros segmentos. A partir daí, foram levantados os pontos fortes da antiga publicação e o que deveria ser melhorado.

Todo este tudo foi traduzido para um novo projeto que não apenas envolveu a equipe de Planejamento, mas também contou com Redação, Arte e Financeiro.

Nova cara e foco no leitor

O novo projeto gráfico e editorial trouxe a proposta de reorganizar as informações, agora publicadas em seções mais abrangentes, e tornar a leitura mais ágil. O conceito visual alinhou-se à tendência instituída para reformulação dos principais jornais do país, como o Valor Econômico, Estadão e Folha.

Alguns elementos de revistas nacionais de grande circulação também serviram de inspiração para alguns detalhes visuais.

Encaramos a abordagem como a principal mudança. O intuito da Cadaris foi dar uma cara mais de jornalismo setorial e menos organizacional. Todas as alterações em termos de conteúdo foram baseadas nesta ideia.

Atualmente, o Jornal da ABO está iniciando seu terceiro ano depois das mudanças. A tiragem é de mil exemplares impressos que circulam a cada dois meses. A versão on-line também é disponibilizada no Portal da ABO (www.abo.org.br), facilitando o acesso para toda a classe odontológica.

Próxima edição

A edição mais atual do Jornal da ABO, de número 155, começa a ser distribuída no maior evento de odontologia da América Latina, o Ciosp – Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo, que acontece em janeiro.

Confira alguns dos destaques desta edição:

- Todas as informações sobre o cenário atual da nova habilitação em Odontologia Hospitalar;

- A responsabilidade dos cirurgiões-dentistas sobre os resíduos gerados em seu consultório e como descarta-los corretamente;

- Aposentadoria especial para dentistas: quais são as regras e como consegui-la;

- Dicas para ajudar os pacientes a deixar o cigarro;

- Além das ações das ABOs em todo o Brasil e os eventos da odontologia nacional.

Os novos influenciadores


10-youtube-blogger-videos

Antigamente, atores e cantores eram idolatrados por todos. Hoje os youtubers representam essa nova geração de celebridades.

Você pode nem ter ouvido falar sobre essas celebridades da internet, mas eles têm milhões de seguidores e, provavelmente, qualquer dia desses, um de seus conhecidos vai comentar sobre um deles ou você vai vê-los em peças publicitárias, livrarias, cinemas…

Isso porque recentemente as empresas passaram a buscar influenciadores que têm um contato maior com as redes sociais e com o público, coisa que nem todo ator ou cantor tem.

Conheça alguns exemplos de youtubers que estão bombando na web:

Niina Secrets – Mais de 1 milhão de inscritos no You Tube.

Uma das youtubers de moda mais influentes do país abriu uma loja online com roupas e assessórios próprios. Ela já tem até uma fábrica, onde tudo é feito.

 

Whindersson Nunes – Mais de 5 milhões de inscritos no You Tube.

A Oi fez uma série de vídeos com ele, no formato que costuma aparecer no canal dele (geralmente o quarto aparece de fundo, mostrando o cotidiano da vida).

 

Kefera Buchmann – Mais de 6 milhões de inscritos no You Tube.

Youtuber e também atriz, Kefera teve o livro mais vendido na Bienal do Livro no Rio de Janeiro (em 2015). Ela também irá participar de um filme, que já está sendo gravado.

Fenatran entra para o portfólio da Cadaris com sucesso


post-cadaris-fenatran

A Fenatran, feira comercial voltada ao setor de transporte de carga, começou a fazer parte do portfolio da Cadaris pela soma de dois fatores: mais uma concorrência conquistada e como um dos frutos gerados pelos bons resultados com o Salão Duas Rodas. A campanha da 21ª edição do evento durou um ano, gerando grandes resultados para nós como agência e, o mais importante, alcançando os objetivos do cliente.

Por ser uma feira já muito bem consolidada, foi preciso seguir diretrizes específicas para a criação do conceito e das peças. Além de levar em conta a forte característica de negócios, também tivemos que destacar os 40 anos da feira. Dentro deste contexto, nossa equipe recebeu carta branca para criar.

Baseados no conceito de que este setor é fundamental para fazer girar os negócios no Brasil, iniciamos com o slogan “Há 40 anos movimentando seus negócios”. Chegamos a este resultado graças a um trabalho em conjunto, com a colaboração das ideias da equipe de Arte e Redação. E a partir daí, começamos o processo de criação das peças e toda a comunicação visual ficou por conta da Cadaris.

O desafio foi unir a linguagem business com um tom mais formal, de acordo com o público esperado pela Fenatran. “O público-alvo desta feira são os geradores de negócios. Então, a grande sacada e o maior desafio foi criar uma campanha que atraísse o público certo para visitar o evento”, conta Fred Pimenta, nosso diretor de Criação. A feira não conta com venda de ingressos, mas sim com o cadastro no site oficial das pessoas interessadas na visita.

No meio da campanha surgiu uma mudança de foco em relação ao público e as peças precisaram ser adaptadas. Em vez de focar em montadoras de caminhões, até então o principal alvo da Fenatran, foi preciso falar mais diretamente com os outros setores envolvidos, como fornecedores de peças, por exemplo. Outro desafio superado com sucesso.

Este trabalho trouxe benefícios para nós em termos de aprendizado. O trabalho em equipe foi um diferencial, assim como o envolvimento de todos os integrantes da Arte. “Todo mundo criou algo para a Fenatran, mesmo que uma peça só, e isso é importante para o nosso desenvolvimento como equipe”, conclui Fred.

Equipe

Conceito: Ana Paula Machado e Maris Harada

Planejamento: Juliana Fernandes

Diretor de Criação: Frederico Pimenta

Diretor de Arte: Maurício Trentini

Redação: Ana Paula Machado

Edição e revisão: Balbina Arantes

Bastidores de um job: fomos conferir a exposição É o Bicho!


POST 02-12

Não resistimos à curiosidade e fomos conferir de pertinho a exposição É o Bicho!. Instalada na entrada lateral do Conjunto Nacional, que dá acesso à Rua Augusta, sentido bairro, a mostra exibe até 15 de dezembro obras de 22 artistas, entre pinturas, desenhos e fotografias (saiba mais aqui).

Assim que o visitante chega à exposição, se depara com um Display Totem triangular. Cada lado explica em detalhes as obras que a pessoa vai encontrar ao longo dos demais painéis que formam, paralelamente, um corredor. Para Renata e Guilherme, respectivamente de Planejamento e Criação da Cadaris, a experiência de ver finalizado um job, do qual participaram desde a concepção, foi muito enriquecedor. “A sensação de ver tudo prontinho foi muito boa, especialmente porque este job tem recebido muitos elogios, inclusive dos artistas que estão expondo as obras”, diz Renata.

Para Guilherme, a sensação é bem parecida. Ele acha que desenvolver uma identidade visual para uma exposição cultural o aproximou mais da função social do designer nos dias de hoje: ter o papel de deixar um evento cultural mais atrativo e chamativo para o público. “E é claro, quanto mais ‘buzz’ o trabalho fizer, mais agradável é a sensação”, comenta, acrescentando que a criação das peças É o Bicho! foi uma das primeiras que conseguiu visualizar fora da tela do computador.

Onde tudo começou

Renata conta que acompanhou o projeto desde o início: “Fui com o cliente visitar o local da exposição e conversei com o pessoal da Galeria Central, parceira da Hill’s nesta empreitada, para decidirmos a planta da exposição, bem como onde iriam entrar as artes feitas pela Cadaris”. Além de ajudar nas decisões, ela explica que também participou, com ideias, da elaboração do briefing que seria enviado para a Criação da agência.

DSC04080

A criação das peças

De acordo com Guilherme, a criação de cada peça começou pelo que deveria guiar todo o resto: o logo.  “Fui o responsável por fazer a criação inicial do logo, mas contei com o apoio da equipe de Criação, especialmente do Maurício”, diz. O respaldo de todos, explica ele, foi fundamental para que o desenvolvimento criativo se alinhasse mais com as expectativas do cliente. Com o logotipo aprovado em mãos, a área passou a trabalhar nas peças de divulgação. “Talvez o folder tenha sido o mais desafiador por conter uma quantidade relativamente grande de texto, mas a identidade elaborada permitiu que o texto se encaixasse bem no espaço necessário, sem que o conceito visual se perdesse”.

Equipe:

Conceito: Guilherme Cohen

Planejamento: Renata Stocco

Diretor de Criação: Fred Pimenta

Diretor de Arte: Mauricio Stoppa

Arte e Diagramação: Maurício Stoppa e Guilherme Cohen

Edição e revisão: Balbina Arantes

Confira a seguir as fotos de algumas das obras da exposição:

DSC04066

DSC04070

DSC04071

DSC04072

DSC04077

A Vida Agradece: muito além da data comemorativa


 post-26-11

Criar conteúdo para datas comemorativas costuma ser um desafio para quem trabalha com comunicação. Isto porque, além do fato de a data se repetir todos os anos, o caminho mais fácil costuma sempre ser o clichê e o lugar comum. E é o que geralmente se vê por aí em mídias on-line e off-line.

Um dos clientes da Agência Cadaris é a Associação Brasileira de Odontologia (ABO). Para eles, o Dia do Cirurgião-Dentista, comemorado no dia 25 de outubro, é a data mais importante, pois homenageia os profissionais que representam a alma da instituição. Por isso, precisávamos criar um conteúdo que, além de celebrar a data, reconhecesse a importância do trabalho do cirurgião-dentista.

Em equipe, pensamos que a primeira coisa a se fazer era fugir do óbvio. Afinal queríamos criar algo que, além de servir ao propósito de parabenizar os profissionais, causasse impacto no público. A Cadaris faz o Jornal da ABO e produz conteúdo para o portal e para a fan page no Facebook da associação. Por isso, temos bastante contato com cirurgiões-dentistas e conhecemos o trabalho de vários profissionais da área. Depois de algumas reuniões de brainstorming, chegamos a uma ideia que foi além de um simples post de Facebook.

abo1

Partindo do pressuposto de que o cirurgião-dentista é alguém que cuida da saúde bucal da população e que há vários profissionais que usam seu conhecimento para fazer a diferença na sociedade, surgiu a ação A Vida Agradece. Ela é uma série de reportagens no portal da ABO em que, mensalmente, contamos a história de um cirurgião-dentista que realiza um trabalho social que serve de exemplo para outros profissionais da área. Com isso, homenageamos não só a classe profissional, mas também mostramos histórias reais e inspiradoras.

abo3

A ideia inicial é que a série de reportagens dure até o ano que vem, no próximo Dia do Cirurgião-Dentista. Até agora publicamos duas histórias e mais uma está pronta para o mês de dezembro. Além das matérias no portal, a ação foi divulgada no Facebook e em uma matéria especial no Jornal da ABO, previsto para janeiro de 2016. A cada postagem, convidamos também outros cirurgiões-dentistas a contarem suas histórias, que passam por uma avaliação conforme os critérios estabelecidos junto à ABO e, se aprovadas, podem ser publicadas ao longo da duração da série.

abo4

Os resultados têm sido muito satisfatórios. No Facebook, todos os posts geraram grande engajamento e surtiram o efeito que planejamos: vários profissionais se interessaram pelas histórias que estão sendo contadas e o conteúdo tem dado visibilidade aos projetos que os profissionais realizam no Brasil. Além disso, para nós da Cadaris, essa ação foi uma prova de que trabalhar em equipe é a melhor forma não só de criar, mas também de aprender com o conhecimento de cada pessoa envolvida no processo.  Parabéns a toda a equipe que deu o melhor de si e criou esta ação!

A Vida Agradece está sendo divulgada no portal e no Facebook da ABO.

Equipe:

Conceito: Balbina Arantes, Ana Paula Machado e Débora Vasconcelos

Planejamento: Renata Stocco e Juliana Fernandes

Diretor de Criação: Frederico Pimenta

Diretor de Arte: Ricardo Viegas

Redação: Ana Paula Machado, Balbina Arantes e Débora Vasconcelos

Edição e revisão: Balbina Arantes

O melhor filme de 2015


Como mencionei no último post que fiz aqui no blog, eu tinha planos de trazer uma novidade para este mês, que agora posso contar pra vocês: ia fazer uma retrospectiva de todos os filmes que eu mais gostei em 2015.

Mas, como dizem por aí, os planos mudam. E o responsável por essa mudança foi o filme que assisti na última quarta-feira. É dele que quero falar hoje. E acreditem, ele  conquistou o primeiríssimo lugar na minha lista de melhores filmes do ano!

malalaMalala   

Se você, assim como eu, é apaixonado por cinema, já deve ter ouvido falar deste documentário. Ele fala sobre a vida da paquistanesa de 17 anos Malala Yousafzai, que recebeu o prêmio Nobel da Paz em 2014, por sua luta contra a supressão das crianças e jovens e pelo direito de todos à educação.

Para quem não conhece ou sabe pouco sobre a protagonista, ela nasceu no vale do Swat, Paquistão, e já muito cedo se tornou ativista pela defesa dos direitos da mulher e de seu acesso à educação, especialmente quando o Talibã dominou sua região e proibiu as meninas de frequentarem as escolas.

Em 2009, então com 11 anos, Malala escreveu escondida para a BBC – sob pseudônimo de Gul Makai, nome de uma heroína de um conto popular pashtun – um blog onde relatava os abusos cometidos pelo Talibã e principais acontecimentos na sua região. Em 2012, voltando da escola, foi baleada, mas sobreviveu e foi levada para o Reino Unido onde, após longo tratamento, voltou ao ativismo, agora em âmbito mundial.

A narrativa do documentário é feita com imagens do dia a dia de Malala, com depoimentos dela e de seus familiares (podemos perceber aqui a importância do pai de Malala em toda a sua trajetória).  Em muitas cenas é feito o uso da animação para ilustrar as narrativas, principalmente as que se referem ao local onde ela nasceu e morou (e para onde não pode mais voltar). Mas também há imagens reais de sua região natal, em que temos contato com a dura e triste realidade, não só do Paquistão, mas de tantos outros países dominados pelo extremismo religioso.

E contrastando com tudo isso, o documentário nos oferece a doçura firme dessa menina de 17 anos, que aponta para a esperança em uma nova geração que não pretende se calar diante da injustiça.

Ao sair da sessão, eu só tinha um pensamento: “Que história, que pai, que menina, que mundo… Que documentário!”

Um filme absolutamente enriquecedor, tocante e imperdível, principalmente nesse momento delicado que o mundo está vivendo. Ainda está em cartaz nos cinemas. Se eu fosse você, aproveitaria o final de semana pra assistir!

Veja o trailer abaixo.

Curiosidade: O documentário é dirigido pelo vencedor do Oscar Davis Guggenheim, por Uma Verdade Inconveniente.

Na escala de 1 a 5 Let´s Rocks, leva 5 guitarrinhas e muitos aplausos!

Para este mês é só, pessoal. Até 2016!